Oceano

Eu tento pintar o brilho das águas
De um oceano profundo,
Mas o que me cativa não está na superfície.

Eu tento me ligar às pessoas,
Mas tudo o que vejo são emoções superficiais
Escondendo seus pecados nada especiais.

E me perco.

Eu tento mergulhar, mas é tão raso.
Tento me interessar, mas é tão frívolo.

E me perco,
Eu quero me perder
E pintar o que está no fundo do oceano,
Um ‘pronfundo’ que me mantenha,
Um profano que eu queira toda madrugada,
Sem exageros e sem ‘vez em quando’
Um ‘profundo’ que me afogue em seu oceano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s