Não és única opção

Neste mundo soturno,
Uma lágrima solitária se faz presente,
Desejando um alguém para aquecer as noites frias…

Neste mundo soturno,
Tudo se desfaz
Em palavras,
Em coisas ruins que ameaçam minha paz.

Então eu lembro:
Que este mesmo quarto que é solitário
É o mesmo que me acolhe
Quando alguém ao invés de me aquecer
Só me faz sofrer.

Para quem acha que pode controlar meu coração,
Só porque aquece minha cama em noites frias,
Saiba que não és a única opção.
Noites frias partem,
Mas elas não partem meu coração.

Eu prefiro o frio da solidão,
Eu prefiro o frio da madrugada,
Do que lágrimas constantes
Numa eterna alma magoada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s