Abismo de sofrimento

Hoje eu observo a casa soturna,
Pequenos rios atravessam meu rosto,
Arrependimento constante se faz presente numa noite,
A noite que realmente será difícil.

Quanto maior a queda maior está sendo a mudança…
Eu tive que cair em um abismo de sofrimento,
Para ser solidária com a dor da pessoa que eu amo,
Tive que engolir a minha dor e aceitar a perda,
Para resurgir das sombras para uma era de luz.
Não me vejo com os antigos problemas,
Mas sei que outros virão.

Meu coração espera o carinho de meu querido,
Minhas noites se conturbam,
Esses rios se fazem cachoeiras
Que eu não sei onde vão parar.

Sim, eu estou só,
Sinto que devo encarar isto sozinha,
Conectando-me comigo mesma,
Vencer qualquer medo…
Desejo me tornar mais sábia e tranquila
Para que possa viver em paz
E quem sabe um dia cuidar do que eu feri.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s