Tristeza na alma

Eu vou apagando
O que resta das mágoas,
Apagando do que resta de terríveis palavras,
Palavras que não quero ver,
Emoções que não quero sentir.

Sinto tudo acabando,
O chão se torna insuperável,
Aquela agressão,
Aquela violência,
Esta marca no coração…
Doi viver assim…
Doi ferir assim…
Doi morrer assim.

Eu me protegi em seda azul,
Morna, calmante…
De repente veio o escarlate,
Tingindo tudo,
Ensanguentado tudo…
Agora as marcas não estão só no coração.

Eu vi tudo acabando,
Não fiz nada,
Quando o fiz, não era suficiente,
Estas marcas estão além do coração,
Estão profundas,
Numa tristeza que rasga a alma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s