Tentei morrer e não consegui…

Eu ando cansado,
Já não sei viver,
Vago na tristeza sem fim,
Numa dor sobrenatural,
Com derrota cada vez mais perto,
Seu grito muito mais agonizante,
Que melancolia torturante
Que fala em coro: “Morre, repugnante!”,
E a vontade aumenta assim.

Não doi apenas um lado do peito,
Agora são os dois,
Tornando-se mais intenso
Sem fuga, nem alívio,
Não consigo ao menos fugir…
Nem as palavras e lágrimas
Que religiosamente, à noite, vem,
Não cobrem a angústia constante…
Que dor é essa que se apodera de mim?

Eu ando cansado,
Já não quero viver,
Entristeço até quem me mantém vivo,
Já não aguento mais,
Só quero fechar os olhos,
E não acordar jamais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s