Corações partidos

Houve um tempo suave,
Sem maldições,
Nem medos…
Onde corações batiam incertos,
Porém eternamente seguros.

Houve um tempo em que se acreditava,
Serviam-se milagres,
Nos sentimentos: a coragem!
Onde corações soavam como trovões:
“Para sempre juntos!”.

Houve um tempo em que palavras eram juradas,
Seguras e tão sagradas,
Na boca aveludada, onde o beijo é a fala…
Onde corações se ouviam sinceros e amados,
Porém já partidos.

Houve um tempo onde inverno trazia o calor dos corpos,
Solstício puro e tão aconchegado,
Nem timidez, nem ordinário…
Onde corações soavam reciprocamente,
Porém, partidos e separados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s