Felicidade?

Ando a esmo,
Numa mente que se destroi sozinha,
Tudo que vem de dentro é vazio,
Profundamente em ruínas.

Perdi minhas razões na infância,
Nas tentativas falhas em mim mesma,
Uma repetição infinda de decepções,
De peso tamanho e frustrações…

Para essa confusão interna,
Não tem remédio,
Não há cura,
Nem existe compreensão…
Minha última questão:
Como ser feliz se eu vivo triste?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s