Pecador do amor

Um olhar perdido toca a noite,
Esquecendo as memórias,
Esquecendo os contos,
Faz-se um choro soturno,
Que ecoa como canto triste…

Pecador, caçador de sonhos,
Vivendo sobre a tristeza da incerteza…

Um olhar inocente vai invadindo a alma,
Deixando-a ir, guardando cada tudo,
Todo sentimento profundo,
Sem deixar escapar nenhum suspiro
Ouvindo cada sentimento mudo.

Num mundo perdido em mentiras,
Somos pecadores
Por tentar ver onde a vida acaba
Sem matar a felicidade dentro de cada um.

Uma respiração calma se faz distante,
Afogando as dores,
Que não consegue afastar, nem aliviar…
Escondendo a tristeza,
Aguda tristeza que invade o peito,
Ocultando com leveza cada cicatriz…

Pecador, massacrado por sentimentos,
Sentimentos escondidos no fundo da alma,
Guardando o desejo de viver,
Na ferida aberta,
Nos pensamentos pesarosos,
Em cada momento triste,
Onde cada um morre um pouco,
Onde cada sentimento está em ruínas…

Cada mágoa coberta de tristeza,
Encoberta em mil e uma decepções
Marcadas no coração,
Como silenciosa sufocação…

Somos pecadores vivendo como manda o coração,
Sangrando levemente…
Sentindo cada gota agridoce de paixão,
Pecadores, até o fim! Até a morte!
Vivendo intensamente o amor,
Uma existência de pura fortificação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s