Sonhei sonhar

Os sonhos que contigo tinha, derramei,
Como chuva forte até adormecer,
Lágrima após lágrima esgotei.

De planos juntos,
Que sonhando sonhamos,
Agora fazem-se distantes da beleza grega,
Soltando-se em palavras secas,
Em desarmonia,
Em impaciência,
Em indecência,
Em inconveniência.

Tão secas são aquelas palavras 
Que já não ouvem nem a dor.
Tão tristes são estas palavras
Que já nem falam mais em amor.

Em tuas palavras armadas, 
Sentimentos capciosos,
E, em teus receios,
Eu vi no sonho dito eterno, o fim:
Realidade dolorida!?
Onde mais vale o fim da própria vida!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s